Top Social

Viagem, praia, estilo e vida brasileira

Windsurfing em Barbados x como chegar em Barbados

Nov 26, 2012
Se raiva destruisse o ser humano eu seria uma para entrar na lista dos consumidos por esse sentimento estranho...eta dias difíceis que estão me matando aos poucos. E como não é problema de ninguém, mas meu e unicamente meu, vamos falar de algo bom, que sinto saudades.

Hoje vou retornar a um dos lugares que eu amava estar, mas odiava chegar até lá. Sabe aquelas coisas tipo "sem visto americano", mas queria estar no Caribe de qualquer maneira, nem que fosse preciso dar a volta ao mundo? então, era mais ou menos assim: sem poder passar por Miami e sem vôos do Brasil para Barbados, minha falta de sorte era chegar até Boa Vista, pegar um teco-teco pra Guiana (quem fazia os vôos era a META) com a visão do grande brócoli e de lá, voar para Barbados com as companhias caribenhas, caindo aos pedaços.

Era um dilema. De Guiana, pior lugar que já estive e isso inclui o aeroporto, os vôos do Brasil e para o Brasil eram apenas 3 por semanas. Dá para entender o que acontece se você perder um vôo galera? e isso aconteceu várias vezes. Um atrasava e adeus aos demais. No trecho Barbados/Guiana os vôos são cancelados sem satisfação, antecipam ou adiam para um outro dia e você que se vire com sua programação de conexões em outras companhias aéreas. A culpa fica por conta dos furações.

Por que o aeroporto de Guiana é ruim?! vou tentar explicar. Primeiro, você chega e há uma sabatina. Lá o tráfico de drogas é pesado. Passando pelo primeiro portão só tinha uma saída onde você cai do lado de fora do aeroporto, nas garras de milhares de  locais correndo atrás de você indagando se quer táxi, trocar dinheiro, hotel etc. 

Como você estava do lado de fora naquele calor e umidade do cão, havia um outro portão para o check-in. Somente isso com um guichê para pagamentos das taxas guianas. Se o vôo - sua conexão é demorada, não pode ficar lá dentro, tem que esperar do lado de fora, um pequeno jardim com guarda-sol, bancos de cimento e aos fundos um restaurante com cardápio variado entre bife ou frango...péssimo, horrível, sem ar condicionado. Não tem nada por perto, aliás, tinha mato, afinal é amazônia. Calor por calor, eu ficava do lado de fora a ponto de explodir com o mormaço.

Ha hora de entrar no portão de embarque, primeiro tinha que passar no tal guichê das taxas. É devido por quem se destinar ao país e não àqueles que estão em trânsito. Mas não se engane, eles vão tentar pegar o seu dinheiro mesmo assim se não argumentares e exigir os seus direitos. E se estás em trânsito e pagas por inocência ou por não saber (aconteceu comigo), terás um grande problema com os agentes ao passar para análise do passaporte, porque eles pedem o tal papel que, no caso, deveria estar isento de pagamento. Se pagou, vem a sabatina sem ter respostas (onde ficou, quem conheceu, o que foi fazer no país, etc, etc). Fui salva por um outro agente que conseguiu entender que eu estava no aeroporto somente por uma hora e que não saí da área. Nem a passagem, o carimbo fresquinho no passaporte de entrada...etc, etc...foi capaz de fazer a mocinha policial entender...que dificuldade viu?

Eu tinha algumas fotos, mas acho que ficaram no meu computado que pifou e virou lixão.

Destino final: Barbados. Esse lugar sim, o povo é legal ou pelo menos tenta ser. A ilha é pequena, sem muito espetáculo da natureza, mas o mar compensa tudo.

O que era maravilhoso: encontrar os amigos de Mike que vinham de todas as partes do mundo e ficar sem fazer nada no Hotel Silver Sands - que fechou.Uma pena.
pessoa dormindo em pé

o prato do dia...não me lembro bem, mas algo com batata e queijo, tipo da Austria

Era o Silver Sands o point dos praticantes de windsurfing e kite surf.
olha a sujeira de Mike...kkkk


adorava registrar os pulos do gato a milhas de distância

BBD é tão pequena de ser possível dar a volta na ilha em 2 horas e ir registrando os pontos curiosos, tipo essas pedras.
ugh...eu estava bem melhor viu?...um tempinho depois e tudo mudou... se transformou..kkkk

Agora que tem vôos diretos para Barbados deixei de ir com tanta frequência. Como diz uma amiga, qual a graça se está fácil de chegar lá a partir do Brasil? porque o divertido era me ver sofrer com as inúmeras conexões...hahaha.
 
Quem voa pra Barbados: GOL, direto de SP, todos os sábados. Salvo engano são apenas 6:00
 
Vem aí mais uma edição com o hotel THE CRANE e sua praia...uh..amo cado foto... então, vai ter que ser um post só pra ele....de novo, porque já fiz post dele, mas vale relembrar.


Post Comment
Post a Comment

Auto Post Signature

Auto Post  Signature